sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

POST DA SEMANA Saxon - Thunderbolt (2018) UK



A lendária banda britânica SAXON não está desperdiçando qualquer momento em 2018. Os gigantes do metal estão preparados para lançar seu último álbum de estúdio, "Thunderbolt", no dia 2 de fevereiro, através do rótulo da Milícia Guard (Silver Lining Music).
NWoBHM forte, basicamente, se gostas de metal tradicional, Saxon está onde esteve antes e a onde deve estar por mais tempo.
O álbum número 22 vem dois anos e meio após o aclamado "Battering Ram", e precisas de perguntar por quanto tempo este disco vai durar.
Originalmente formado como Son Of A Bitch no final dos anos 70, a banda gravou o LP clássico após o clássico metal e, além das mudanças de formação, só realmente houve esses dos anos 80 mais baixos que cobria dois álbuns.
A atual formação tem se comprovado como estável, poderosa e sólida como qualquer parte da carreira dos Saxon, se não mais. Fui fã desde o primeiro dia e não é algo que eu digo sempre.
Saxon primeiro mergulhou os dedos dos pés no rock'n'roll com o "Solid Ball Of Rock" de 1991, depois no power metal alguns anos depois. Desde a virada do milênio, eles abraçaram ambos, combinados com sons voltados para suas raízes e até mesmo momentos de metal sinfônico e prog.
Os dois últimos não são tão óbvios, mas é uma mistura de peso e desde o início, sabes que está em algum ponto rock serio.
'Olympus' abre com uma guitarra que constrói e brinca contigo, como uma motocicleta que se aproxima, antes que a faixa título rasgue os teus ouvidos. O vocalista Biff controla o som exatamente como ele faz no palco - eu posso imaginar a pele do George Cross fluindo agora. Desde explosões de ritmo até harmonias de guitarras e um solo sólido ou dois, está tudo lá.
Uma faixa notável é 'The Secret Of Flight'. Há uma dica de sua própria gothic symphonic de meados dos anos 2000 para a introdução onde as harmonias de guitarra levam-te de volta aos meados dos anos 80 Saxon / Maiden.
"Nosferatu" possui guitarras em rajadas, interligado com padrões e tons gothic. Os guitarristas Quinn e Scarratt funcionam bem neste.
Então, é uma explosão para 'They Played Rock And Roll', dedicado a Lemmy e Motorhead. As duas bandas tocaram juntas muitas vezes ao longo dos anos, de fato, ambas as bandas gravaram sets ao vivo em sua última turnê juntos, e Saxon deveria promover Battalions Of Steel no Reino Unido com Motorhead quando Lemmy morreu.
'Predator' leva as coisas numa direção muito mais pesada, enquanto 'Sons Of Odin' é um pouco mais melódico e ainda pesado - um dos meus destaques com 'Secret Of Fligh't, é a seção de ritmo do baixista Nibbs Carter e Nigel Glockler realmente estão em forma.
"Thunderbolt" coloca claramente na mesa essa afirmação simples; nós somos Saxon, e nós somos metal britânico.
Os poderosos Saxon entregaram mais uma vez com este novo álbum, uma coleção de musicas de Heavy Metal / Hard Rock fortes que explodiram com melodias assombrosas graças ao imenso trabalho de guitarra de Glockler e Scarratt. Nunca se esqueça, as capacidades vocais de Byford são parecidas com God, soando mais astutas e poderosas como sempre depois de quatro décadas atrás do microfone.
Tendo isso em mente, os novos e antigos fãs certamente estarão satisfeitos com o último trabalho dos Saxon, pois "Thunderbolt" não dececiona.





Temas:
01. Olympus Rising
02. Thunderbolt
03. The Secret Of Flight
04. Nosferatu (The Vampires Waltz)
05. They Played Rock and Roll
06. Predator
07. Sons Of Odin
08. Sniper
09. A Wizard’s Tale
10. Speed Merchants
11. Roadie’s Song
12. Nosferatu (Raw Version)
Banda:
Paul Quinn - Guitars (ex-Son of a Bitch, ex-Coast)
Biff Byford - Vocals (The Scintilla Project, ex-Son of a Bitch, ex-Coast)
Nigel Glockler - Drums (ex-Thunderstorm, Mad Men and English Dogs, Winter's Reign, ex-Paul Di'Anno, ex-Air Pavilion, ex-The Bernie Tormë Band, ex-Toyah)
Nibbs Carter - Bass (ex-Paul Di'Anno, ex-Air Pavilion, ex-Paul Di'Anno & Dennis Stratton)
Doug Scarratt - Guitars (Mad Men and English Dogs)




Sem comentários:

Publicar um comentário