domingo, 20 de setembro de 2020

POST DA SEMANA : Iron Angel - Emerald Eyes (2020) Alemanha

Speed Metal foi um género que foi construído em alguns países continentais da Europa como uma resposta ao NWOBHM (como aconteceu nos EUA também). E não é um pecado que os ACCEPT tenham causado um terremoto Metal na Alemanha no início dos anos 80 que causou tremores que podem ser sentidos até hoje em todo o mundo. E naquela época nasceu uma lenda em Hamburgo: o quinteto IRON ANGEL . E não é exagero dizer que “Hellish Crossfire” e “Winds of War”poderia esmagar outros nomes em ascensão do país, porque a banda estava num nível mais alto que seus companheiros contemporâneos na música. Mas algo aconteceu, a banda deixou de existir com tudo nas mãos. Mas eles estão de volta, com este anjo abrindo suas asas com “Emerald Eyes” . Sua música é a mesma forma pesada, melódica e estrondosa do Power / Speed Metal alemão dos anos 80, mas aguçada pelo tempo. A energia é incrível, o conhecimento técnico é muito bom, mas nunca sendo a característica mais importante de sua música. É a incrível capacidade de criar ganchos numa forma de música tão agressiva e desagradável. Os refrões, a forma clássica de tudo ... bem, é algo extremamente pessoal dos IRON ANGEL, então ouve e surpreende te com o seu ataque metálico! A qualidade do som de “Emerald Eyes” se encaixa nas necessidades modernas de algo limpo e definido; mas a banda tem um jeito pessoal e orgânico de tocar sua música, então não é difícil ver que os músicos entraram no estúdio, ajustaram suas engrenagens e tocaram alto de uma forma que lembra o mesmo do passado. É uma mistura entre o clássico e o novo, e é bom. Se estás pensando que eles querem viver do passado, esqueçe. A vida é o aspecto principal das canções de “Emerald Eyes” . Todos os temas são uma festa para os Metalheads que sentiram saudades dos anos 80, mas apresentam aos fãs uma forma massiva e envolvente de música. Os melhores: o conjunto rápido de melodias de“Sacred Slaughter” (vocais excelentes, e que refrão ótimo e cativante), o massivo ataque do Metal Alemão de “Descend” (impossível não se render a tais melodias pesadas, e o baixo e a bateria estão criando um ritmo sólido e impactante), os elementos do metal alemão dos anos 80 mostrados em “Sands of Time” e em “Emerald Eyes” (essas guitarras são realmente excelentes, com riffs melódicos e desagradáveis), o apelo melódico pesado de “Fiery Winds of Death” (que refrão adorável) , as partes rápidas de "Sacrificed" (que poderia ser facilmente em "Hellish Crossfire", porque alguns elementos do álbum podem ser ouvidos, principalmente nos contrastes das melodias rápidas com os backing vocals), e o ataque pesado e rápido de “Heaven in Red” (novamente uma música rápida, com os vocais de Dirk em grande forma ) Eles estão pela primeira vez no álbum, porque na segunda, esse anjo vai convidar te para um vôo pelo mundo do Metal alemão! “Emerald Angel” é aquele tipo de álbum que pode fazer um velho Metalhead derramar lágrimas de felicidade. E obrigado, Dirk, Robert, Nino, Didy e Mäx por essa boa música e por me trazer ótimas lembranças.

 

Temas:
01. Sacred Slaughter 04:23
02. Descend 04:06
03. Sands of Time 03:24
04. Demons 04:06
05. What We're Living For 05:33
06. Emerald Eyes 04:37
07. Fiery Winds of Death 03:31
08. Sacrificed 04:36
09. Bridges Are Burning 04:26
10. Heaven in Red 03:55
11. Dark Sorcery 03:59
Banda:
Dirk Schroder - Vocals (ex-J.R. Blackmore's Superstition)
Didy Mackel - Bass (Not Fragile, Maison, ex-Mad Alien, ex-Mania, ex-Jump)
Max Behr - Drums
Robert Altenbach - Guitars
Nino Helfrich - Guitars (Neopera, Nino Helfrich, ex-Entera) 

 


Sem comentários:

Publicar um comentário