sábado, 21 de novembro de 2020

POST DA SEMANA : Pyramaze - Epitaph (2020) Dinamarca

Apesar de a banda manter uma formação consistente desde 2015, quando trouxeram o vocalista Terje Haroy, Pyramaze não lançou um álbum de estúdio desde 2017, Contingent . Ainda, com a força desse álbum, Pyramaze passou a apresentar o álbum no ProgPower Europe, Brainstorm Festival (Holanda 2018) e no Orland Rockfest inaugural (Noruega 2019). Agora com contrato com o prestigioso selo alemão AFM, a banda regressa com o seu quinto Epitaph . Mais uma vez, os Pyramaze apresentam aos ouvintes sua convergência consistente de melódico metal, pesado, poderoso, sinfónico e progressivo para outra experiência de áudio intrigante e divertida. Como esperado. Às vezes pesadas e densas, em que os ritmos oscilam entre constantes e velozes, as músicas ainda estão repletas de melodia, harmonia e groove, e apresentam refrões inesqueciveis e solos de guitarra épicos. Embora seja uma frase longa, a expressão destila a essência musical de uma composição dos Pyramaze. Então, vamos considerar algumas músicas. Para grandes e luxuosos começos com riffs, secção rítmica e sintetizadores, ouça Steal My Crown, A Stroke Of Magic, Particle ou World Forgone. Observe nessas músicas como o bombástico power metal cede à acessibilidade de algum verdadeiro groove rock e refrões cativantes. Para a última música, World Forgone, observe também o enfático arranjo vocal, mas também o final do solo de guitarra épico e cheio que resulta em um acabamento coral infantil.. Olhando mais adiante para os arranjos vocais, considere também Transcendence. Começando com uma suave entrada de piano, a música se torna pesada e poderosa para apresentar Britteny Spears de Unleashing The Archer num dueto com Haroy. A música final, The Time Traveller, apresenta os ex-vocalistas dos Pyramaze, Lance King e Matt Barlow. Embora seja um número épico e sinfónico, denso e enérgico, de progressivo power metal, ele não tem um solo de guitarra épico, mas apenas um breve solo de sintetizador. Claramente, a ênfase do arranjo está nas contribuições vocais. Considerando a maioria das coisas, com Epitaph , Pyramaze mais uma vez oferece outro álbum intrigante e delicioso de seu ambicioso progressivo power metal.


Тemas:

01. Epitaph
02. A Stroke Of Magic
03. Steal My Crown
04. Knights In Shining Armour
05. Bird Of Prey
06. Your Last Call
07. Particle
08. Indestructible
09. Transcendence (feat. Brittney Slayes)
10. Final Hour
11. World Foregone
12. The Time Traveller (feat.
Matt Barlow & Lance King)

Banda:

Morten Gade Sorensen - Drums (Anubis Gate, Wuthering Heights, ex-Scornfull, Firesoul, ex-Aurora, ex-Lance King)
Jonah Weingarten - Keyboards, Orchestrations (Echoterra, Structure of Inhumanity, Universal Mind Project, MindMaze (live), Arretohce, Catalyst Crime, Dance of the Mourning Child, We Are Sentinels, ex-Avian, ex-Malacoda, ex-Teramaze, ex-Infernal Method, ex-Written in Blood, ex-Lilitu, ex-Blood Promise, ex-Legion of Carcaroth)
Toke Skjonnemand - Guitars (ex-Wuthering Heights (live))
Jacob Hansen - Guitars, Bass, Vocals (backing) (Invocator, Ureas, ex-Beyond Twilight, ex-Dark Graves, ex-Eidetic, ex-Jacob Hansen, Firesoul, ex-Anubis Gate, ex-Maceration, ex-Broomshanka, ex-Guffe & Jacob)
Terje Haroy - Vocals (ex-Teodor Tuff, Crossnail, ex-Memorized Dreams)

 




Sem comentários:

Publicar um comentário