quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Wildness - Wildness (2017) Suécia



A excelente etiqueta alemã AOR Heaven lançou o álbum de estreia autointitulado da banda sueca de Melodic Rock, WILDNESS, no dia 24 de novembro, um dos melhores "recém-chegados" do ano.
Formado pelo baterista e compositor Erik Modin em 2013, os WILDNESS lançaram de forma independente o seu single de estreia autoproduzido, que imediatamente ganhou muito interessados em várias plataformas digitais, como numa série de Estações de rádio online focadas em AOR e Melodic Rock.
As apresentações ao vivo (com WHITE WIDDOW, DYNAZTY e mais) que seguiram mostraram que a banda também era capaz de tocar no palco. Os singles chamaram a atenção de AOR Heaven que assinaram a banda e enviaram-nos para o estúdio.
"Wildness" foi produzido, misturado e dominado por Erik Wigelius (Wigelius, Care Of Night), então espera um som imaculado.
WILDNESS toca melódico hard rock inspirado nos anos 80 com uma pequena ponta e depois cuidadosamente embalado com uma sensação de AOR aqui e ali. Grande parte da "ponta" vem dos rápidos e assertivos rifs de guitarra dupla, ainda sem perder a harmonia de guitarra dupla essencial e necessária. Seguindo os riffs, os solos de guitarra são abundantes e imensos ao longo deste álbum.
O hard rock groove vem de um ritmo constante e pesado que tem toda a subtilidade de um boom sónico. Toda essa bravura de hard n' heavy é temperada por melodias e coros cativantes, voz limpa e boas harmonias vocais, e um doce sintetizador para embelezar e uma atmosfera nos arranjos musicais.
Tu podes esperar dos rockers com 'War Inside My Head', 'Stranger', 'Falling Down' e 'Highlands'. Essas duas últimas músicas têm um ritmo rápido que pode lembrar algumas bandas de melódico metal dos anos 80.
Para temas com uma presença de sintetizador maior, veja 'Alibi', 'Down In The City' ou 'Turning The Pages', onde tanto a orquestração quanto o piano são elementos essenciais. Com 'Welcome The Night', tu tens uma guitarra acústica suave. Mas não se deixe enganar, a música muda para um rocker com alguns solos pungentes para começar.
Finalmente, a balada 'The Flame' (não a é canção dos Cheap Trick) apresenta uma forte linha de piano antes de dar lugar a um crescendo de riffs em ascensão e um grande solo de guitarra.
Misturando riffs fortes (ainda que extremamente polidos) e melodia em abundância, o álbum de estreia dos Wildness é realmente um grande disco, muito forte, uma fatia brilhante de clássico AOR e com uma ponta de melódico hard rock.
Ouvindo o álbum, uma sensação típica escandinava vem dos falantes (nomeadamente ECLIPSE de Erik Mårtensson), energético e melodioso ao mesmo tempo.





Temas:
01. War inside my head
02. Stranger
03. Shadowland
04. Alibi
05. Collide
06. Highlands
07. Your last romance
08. Down In the city
09. Falling down
10. The flame
11. Welcome the night
12. Turning the pages
Banda:
Gabriel Lindmark - Lead vocals
Adam Holmström - Guitars
Pontus Sköld - Guitars
Erik Modin - Drums, vocals








Sem comentários:

Publicar um comentário