quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

Alpha Tiger - Alpha Tiger (2017) Alemanha

Então, dois anos atrás, Alpha Tiger lançou seu terceiro álbum Identity , com algumas críticas significativas e vendas de álbuns. Na iminência de uma turné de divulgação do álbum, seu vocalista abandonou a banda. O que quer que fosse necessário para consertar a bagunça, tinha que ser feito rapidamente. Alpha Tiger contratou o vocalista Benjamin Jaino e caiu na estrada. E eles voltam com seu quarto álbum de estúdio, o auto intitulado Alpha Tiger . Talvez um novo começo para a banda? Acho que sim.
Para ser honesto, na primeira audição, tive dificuldade em me conectar com Alpha Tiger e as músicas. Eu realmente não me interessei até a quinta música Aurora, algo como um hino de heavy metal com uma harmonia decente de guitarras duplas no riffage, e depois um colapso com bateria e o que soa como órgão de Hammond. Aquele som de Hammond regressa em My Dear Old Friend, dando à música uma sensação de proto-metal dos anos 70. Então há Welcome To Devil's Town, que tem esse toque de temas musicais mexicanos e ocidentais americanos no melódico metal. Este motivo é complementado pela guitarra acústica espanhola logo após os quatro minutos. Outra música de interesse é If The Sun Refused To Shine com sua guitarra acústica agradável, reinicie uma linha significativa de bateria e baixo para começar. A música então evolui para um melódico metal rápido. Curiosamente, sendo um hino forte do heavy metal, não há um solo de guitarra proeminente. Na verdade, não consigo me lembrar de tantos solos de guitarra inesquecíveis neste álbum. Tem um óptimo no final de Feather In The Wind, mas tu tens que te atrapalhar com uma balada de metal pesada e desajeitada para chegar até ela.
Agora, depois de ouvir o álbum pela segunda vez, chego à mesma conclusão: as músicas citadas continuam sendo os destaques do álbum. Talvez tu possas adicionar The Last Encore, um hino de melódico metal interessante que começa com uma frase falada ainda mais interessante sobre a natureza da música. (Eu não sei quem é o locutor, ou de onde vem a citação.) A música se transforma numa melodia sólida impulsionada mais uma vez pela harmonia das duas guitarras. Principalmente, acho que Alpha Tiger requer alguma atenção aos detalhes para captar as nuances de cada música, especialmente com o aumento do uso de teclados. No entanto, se tu és um fã de Alpha Tiger, acho que vais gostar deste álbum e de sua nova direcção.


Тemas:
01. Road To Vega
02. Comatose
03. Feather In The Wind
04. Singularity
05. Aurora
06. To Wear A Crown
07. Vice
08. Welcome To Devil's Town
09. My Dear Old Friend
10. If The Sun Refused To Shine
11. The Last Encore

Banda:
Dirk Frei - Bass (ex-Satin Black)
David Schleif - Drums (ex-Painful Existence, The Brathering, Therapie Zwecklos)
Peter Langforth - Guitars (ex-Satin Black)
Alexander Backasch - Guitars (ex-Satin Black, ex-Hammercult (live))
Benjamin Jaino – Vocals




Sem comentários:

Publicar um comentário